Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Projecto Violeta

Blog biográfico. A vida de Violeta - mulher com nome de cor e de flor, com matizes e contornos invulgares

Projecto Violeta

Blog biográfico. A vida de Violeta - mulher com nome de cor e de flor, com matizes e contornos invulgares

Excluir-se dói menos do que sentir-se excluído

- O que levais no regaço, senhora? – pergunta-me.

- Energia, maturidade, disponibilidade, muita vontade, sentido de responsabilidade e outras competências que noutra idade desconhecia, senhor – respondo, honesta e fiel aos meus princípios.

- Mas és especialista em quê?

- Considero-me apta para a vaga em questão, tenho a capacidade de me adaptar facilmente e o empenho é uma das características de que mais me orgulho – respondo.

O sujeito permanece mudo, logo, prossigo.

– Se não sei, foco-me e aprendo rápido. Independente do que fizer, será bem feito – garanto.

Desconfiado, franze o sobrolho e olha-me como se tivesse diante de si uma estranha ave jurássica.

- Como diz o poeta, coloco o máximo no mínimo que faço – ainda tento justificar. Mas cada cavadela cada minhoca, percebo.

- Bem – tossica. – Na carta diz: – coloca os óculos e afasta um pouco o documento – Técnico das ciências da vida – lê, dando ênfase à designação. – Mas isto é uma treta, deixa-me que te diga! – afirma, picando a frase escrita com o indicador. – Já fiz uma reclamação!

Como assim?, diz-lhe a minha expressão sem jeito por mim. Apesar de ter prometido a mim própria não regressar à função de outrora, eis que recuo, porque se a idade não me permite apuros com a pandemia tudo piorou. E se os jovens sem experiência se fazem valer das licenciaturas, porque é assim que tem de ser, eu sem licenciatura, a par de outras competências que se vão adquirindo com a idade, faço-me valer da experiência.

- Leem isto e depois pensam que veem para aqui fazer nada! – insinua, o tom é de censura. – Aqui não há lugar para… técnicos – pousa o documento na mesa. – É que só me fazem perder tempo!

- Técnico das ciências da vida, quer dizer: lugar cuja função não é aprendida na escola – explico, com todo o respeito. – Foi isso que percebi. Um ofício aprendido na prática, sabe, no dia-a-dia, fazendo frente às necessidades do serviço e adversidades inerentes – explico ao que ele logo se inclina para trás na cadeira, avaliando-me meio que na dúvida meio que na defensiva.

Eu mantive-me tranquila. Estava segura acerca daquilo que tinha acabado de dizer e mais ainda acerca da vaga que me tinha levado até lá. Na verdade, sabia ao que ia; sabia, inclusive, que o ordenado era inferior ao que já havia ganho. 

Passados segundos, cujo desconforto se torna palpável no interior da sala, o senhor fulano de tal resolve mudar de assunto. Na verdade, passámos do irrelevante ao importante: aos meus conhecimentos relativos ao laboratório em questão. Nessa altura, falo como peixe dentro de água: invisto nos pontos essenciais e resumo os assessórios, salientando os meus pontos fortes e revelando eventuais fraquezas inerentes ao facto de estar fora do ativo há algum tempo.

- Vejo que percebes muito disto! – disse. Mesmo assim, não estou interessado num perfil como o teu, subentendi.

- Obrigada por me ter recebido – despeço-me, sem apertos de mão, como convém. – Espero que encontre em breve a pessoa que procura – digo, antes de transpor a porta e com isso excluo-me, porque excluir-se dói menos do que sentir-se excluído.

Chego a casa e faço contas à vida: um romance pronto na gaveta, outro em repouso à espera de ser lapidado e uma nova história a sondar-me. Romance especulativo, penso, como será o mundo e o relacionamento humano daqui a 200 ou 300 anos? Talvez eu saiba, vou lá espreitar...

Mulher

És mulher vida. Vida futura. E vida passada. És mulher tudo. E recusa ser nada..., Violeta

Quem sou

Textos

Projecto Violeta é um blog biográfico. Tendo como base experiências pessoais e percurso de vida, as publicações são, portanto, originais (qualquer semelhança é pura coincidência). As publicações em verso (poemas) também são originais. Sendo os textos fruto da criatividade da autora, possuem individualidade própria e, como tal, estão protegidos pelos direitos de autor. Obrigada

Imagens

Parte das imagens são editadas na Crello de forma legal. Caso se verifique alguma irregularidade, por favor, entre em contacto comigo através do e-mail: projectovioleta@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub